quinta-feira , 19 outubro 2017
Capa / Artigo / Siga sua vocação
Siga sua vocação

Siga sua vocação

Todos queremos fazer parte dos planos de Deus. Seus projetos e galardões são alvos para muitos crentes. Como afirma João em Apocalipse 3.10, seremos guardados da tentação se e somente se guardarmos a Palavra da paciência de Cristo. Isto quer dizer que servir a Deus com a motivação errada pode selar o destino da sua alma.

Tenho em mente a figura de um funcionário que conquistou uma invejável remuneração mensal na empresa onde trabalha. O problema é que ele não gosta do que faz. Apesar do alto salário, todos os dias ele trabalha irritado porque escolheu uma profissão pelo salário e não pela vocação. Ele tem um bom emprego, um bom salário mas não é feliz.

Posso dizer o mesmo do cristão que serve a Deus ou porque tem medo do inferno e da incerteza da morte ou porque vê em Deus a possibilidade da realização de seus sonhos; este serve a Deus por medo ou interesse e não por amor. Vejo com clareza porque a jornada de santidade é tão árdua para alguns. Em vez de uma mensagem simples e pura, foram alienados com as mensagens da teologia da prosperidade.

São cristãos semelhantes ao funcionário acima. Estão na igreja como o funcionário estava em uma boa empresa e assim como aquele funcionário não era feliz no que fazia, é possível que sinta peso e desânimo em vez de motivação e alegria em servir a Deus. Estar na igreja é estar no lugar certo com a motivação certa.

Hoje, centenas de pessoas se aglomeram em grandes e suntuosos templos na expectativa de ouvir o pregador dizer que tudo vai dar certo na vida, que os negócios irão alavancar ou que Deus dará vitória não importa a circunstância. Não há nada de errado em adorar a Deus em um grande templo ou pedir a Deus que tudo dê certo na vida. O problema reside no fato de que o povo está sendo induzido a crer que Deus é semelhante a um mero “gênio de lâmpada”; basta encontrar o gênio e fazer seus pedidos.

Peça a Deus que lhe dê sabedoria e clareza de entendimento quando olhar para dentro de si mesmo. Servir a Deus por amor sincero e não por medo ou interesse torna o julgo suave. Você perceberá que, por muito tempo, carregou um fardo que não precisava ser carregado. Servir a Deus separado do mundo é prazeroso e produtivo. Sirva a Deus pelas motivações certas. Sirva a Deus porque o ama e não porque quer algo Dele.

BIGTheme.net • Free Website Templates - Downlaod Full Themes