sábado , 19 agosto 2017
Capa / Artigo / Lições tiradas da história de Jonas
Lições tiradas da história de Jonas

Lições tiradas da história de Jonas

DEUS CONCEDEU UM PROPÓSITO À JONAS, QUE ERA PREGAR EM NÍNIVE, A GRANDE CIDADE DA ASSÍRIA

É o mesmo propósito que Ele espera de nós, porém Ele não está nos mandando a terras distantes. Ele espera que façamos a sua obra aqui mesmo, em nossa cidade, em nosso bairro, nossa comunidade. Levar o evangelho aqui mesmo em nosso meio. Basta olharmos ao nosso redor, dentro de nossos lares, nossa vizinhança, local de trabalho, em nosso círculo de amizades, quantas pessoas ainda precisam ouvir sobre as Boas Novas, quantas pessoas ainda estão sem Jesus, e creia, muitos destes estão só esperando o primeiro contato. Tem muita gente fragilizada, desanimada, desesperançada, enfim tem muita gente esperando por uma palavra, um simples abraço, apenas esperando ser chamado, bastando lhe dizer: “venha, Jesus te ama, e Ele quer te abraçar”.
Não foi só para nos salvar, pois esse também é um dos propósitos para os quais Deus nos separou.

JONAS ODIAVA NÍNIVE, POR ISSO AGIU COM INDIFERENÇA DIANTE DO CHAMADO DE DEUS

Diferente de nós, pois é aqui que residimos, onde muito de nós constituiu família, aqui derramamos muito suor e lágrimas, aqui muitos viram seus filhos nascer e crescer. Foi nesta terra que muitos de nós tiramos o sustento para nossas famílias, então nada mais justo do que lutarmos por ela, por sua completa salvação, lutarmos para vê-la como uma cidade onde predomina o amor de Deus.

ELE AINDA PRECISAVA SE CONSCIENTIZAR QUE DEUS AMA A TODAS AS PESSOAS

Mesmo sendo Nínive uma cidade onde o pecado era uma constante entre seu povo. Ainda assim, o amor de Deus se faz presente, pois Ele levanta um ungido seu, para que vá ao encontro daquela cidade cheia de malícias e maldades. Ainda assim Deus lhe concede mais uma oportunidade de arrependimento, conforme está escrito em Jn 3:2. E lá foi Jonas proclamando o que lhe determinara O Senhor: “ Dentro de 40 dias, Nínive será destruída”. Deus nos ama a todos de igual modo e intensidade, não faz acepção, não nos diferencia em nada. Somos todos igualmente preciosos para Ele. Ele está sempre pronto a nos perdoar, Ele está à nossa espera, para que nós o procuremos de coração, assim como fizeram os ninivitas. Vivemos em um mundo corrompido, com toda sorte de crimes, estupros, recheado de imundícias e violência.

Tudo isso tem nos causado tamanha desolação e apesar de apenas tomarmos conhecimento através dos noticiários, muito embora não nos tenham atingido diretamente, não conseguimos ficar alheios à tudo isso, e por muitas vezes desejamos que a mais dura das penalidades sejam aplicadas à esses infratores e muitas vezes ainda somos compelidos a clamar por vingança, tal a atrocidade com a qual nos deparamos. Temos a plena convicção que as pessoas que praticam esses atos, estão bem longe da salvação, que a estes será bem pesada a mão de Deus no dia de seu julgamento. Agora, imagine você meu irmão, se Deus vier a agir e lhe ordenar que você leve o evangelho da salvação ao pior dos criminosos.

Qual seria sua reação? Assim foi a incumbência recebida por Jonas. A Assíria, aquele império tão grande, e por isso tão grande pecador, era o mais temível inimigo de Israel. Os Assírios mostravam seu poder perante Deus e o mundo através de numerosos atos de impiedosa crueldade. Assim, quando Deus o mandou à Assíria, conclamando aquele povo ao arrependimento, Jonas deve ter tido um sentimento de indignação contra aquele povo, assim sendo, tomou direção contrária a que lhe fora determinado.

O PROPÓSITO MISSIONÁRIO E A SURPREENDENTE RESPOSTA DE NÍNIVE

Deus deseja que seu povo proclame o amor divino ao mundo inteiro, a começar por nossa localidade e que seja através de nossas palavras, atos e testemunhos. Ele quer que sejamos missionários onde quer que estejamos, ou para qualquer lugar que Ele nos enviar. Quando Jonas foi pregar em Nínive, o que o impressionou de imediato, foi a resposta tanto do rei como de todo o povo ninivita. Houve temor e arrependimento total daquele povo, humilhando –se e implorando pelo perdão do Senhor. Assim é o nosso Deus. Da mesma forma como Ele perdoou aquela nação, Ele também estará pronto para perdoar todo aquele que se afastar do pecado, e aceita-lo como sendo o nosso Senhor e nosso Deus. Deus nos ama, mesmo quando fracassamos, e inconscientemente saímos dos Seus caminhos.

Ele espera de nós a devoção sincera, espera que nós abramos nossos corações à Ele, que supliquemos o Seu perdão e a remoção das nossas falhas. Temos que nos entregar por inteiro ao Seu amor e à Sua misericórdia e temos que entender também que ninguém está fora de Seu alcance e redenção. O evangelho não é especifico à esta ou aquela denominação ou povo, ele é para todos aqueles que se arrependem e passam a crer no Seu imenso amor.

BIGTheme.net • Free Website Templates - Downlaod Full Themes