sábado , 19 agosto 2017
Capa / Escola Bíblica / Igreja: agência evangelizadora
Igreja: agência evangelizadora

Igreja: agência evangelizadora

INTRODUÇÃO

A Igreja de Cristo é tida como agência evangelizadora, por que se ela descumprir a sua tarefa básica, que é a evangelização, muito em breve perderá sua condição de CORPO DE CRISTO, tornando-se assim uma simples organização humana, algo tipo uma ONG.
É sabido que como cristãos, somos membros do corpo de Cristo, se falharmos em nossa missão, se não cumprirmos aquilo que nos foi determinado, a igreja ou o Corpo de Cristo perecerá, uma vez que não estamos repondo os membros tão necessários para sua existência.

O que entendemos por “GRANDE COMISSÃO”?
Inicialmente, a Grande Comissão era designada aos 11 discípulos (apóstolos), que receberam o comando do próprio Senhor Jesus, logo após Ele ter ascendido aos céus, conforme podemos constatar no livro de Mateus 28:16-20. Esse comando praticamente resume o que Jesus esperava que os Apóstolos e seus seguidores, fizessem em Sua ausência, testemunhando sobre o poder de Deus por toda a terra. Esses seguidores hoje, correspondem à nós cristãos, membros da Igreja do Senhor. Ser testemunha, é ser alguém que relata com sinceridade tudo o que viu e ouviu.
Ser testemunha, não é se juiz e muito menos advogado de acusação separados para condenar o mundo. Antes, pelo contrário, somos testemunhas que apontam para Jesus Cristo, e que tem a missão de mostrar aos pecadores como poderão alcançar a salvação.

I – A FUNDAÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA

1) – A RESPOSTA ESCATOLÓGICA.

O que é escatologia?

É o estudo dos acontecimentos finais dos planos de Deus para este mundo, por conseguinte, a consumação dos propósitos de Deus. O tempo para que as coisas aconteçam, depende única e exclusivamente da vontade de Deus. É Ele quem faz quando quer e no tempo que Ele escolher. Como não sabemos quando ou como Ele virá, compete à nós cristãos, estarmos sempre atentos e vigilantes, preparados para a sua vinda, e compete à nós não perdermos oportunidades em se ganhar novas almas para o Reino do Senhor. O tempo de evangelizar já chegou e é hoje, é agora.

2) – A RESPOSTA PENTECOSTAL

A passagem que se encontra em Atos 1:8 (ler), nos mostra ao mesmo tempo o PODER e o PROGRAMA que Deus delegou à Sua igreja: O PODER é o Seu Santo Espírito, que agora habita em nós; e o PROGRAMA nada mais é do que evangelizar aqueles que ainda relutam em se render à soberania divina.
Também entendemos neste vs., que se trata de uma ordem dada à Grande Comissão, declarando-a como capacitada pelo poder do Espirito Santo, e traduzindo-a para os nossos dias, diríamos que temos que dar continuidade no programa de evangelização comparando o seguinte: Jerusalém (nossa cidade); Judéia e Samaria (nosso estado); confins da terra (por onde andarmos).

3) – A FUNDAÇÃO DA IGREJA

Sabemos que o Pentecoste era uma festa de ação de graças pelas colheitas, e que foi durante a festa de Pentecostes, quando se reunia grande número de pessoas, que o Espírito de Deus se manifestou. Automaticamente a fundação da igreja também foi pentecostal e evangelizadora, pois foi nas pentecostes que Deus confirmou a validade do Ministério do Espírito Santo, através do envio de fogo. Diferentemente de quando o fogo desceu sobre o Sinai, ali fogo desceu sobre um determinado lugar, ao passo que no Pentecostes, o fogo desceu sobre muitos Cristãos, o que indica que a presença de Deus está disponível à todos os que N’Ele crerem.

II – A MISSÃO PRIORITÁRIA DA IGREJA

1) – EVANGELIZAÇÃO

É, portanto, estar cheio do Espírito de Deus, é colocar-se como testemunha de que a salvação só será alcançada se houver entrega real e verdadeira aos comandos do Senhor.
Ganhar almas é o propósito maior do evangelismo. Porém nem todos somos temos o chamado para o evangelismo (EF.4:11) pois cada um tem o seu chamado para uma determinada função, mas todos do povo de Deus, devem ser testemunhas e falar das bem-aventuranças do Salvador para aqueles que se encontram perdidos. Nem todo cristão vai conduzir um pecador a ter Fé ou a tomar uma decisão, mas todo cristão pode e deve dar testemunho Fiel do Salvador. O evangelho se espalha com a frutificação, porque a semente é espalhada com o fruto, e o fruto é o viver Santo onde quer que vá. Lembremos o que diz em Pv.14:25 “A testemunha verdadeira livra almas”.

2) – MISSÕES EM ATOS

Podemos dizer que na Samaria é que se definiu a transição da missão judaica para a missão aos gentios. A Samaria era uma raça mestiça entre judeus e gentios, e foi para lá que Filipe se dirigiu. Foi através de curas e milagres que Filipe conseguia atrair a atenção daquele povo a ponto de convertê-los para os caminhos da salvação. Porém quando a pregação penetrou no mundo dos gentios, a realização de milagres passou a ser menos importante.
Lembremos que o evangelho é a Boa Nova pela qual Jesus Cristo resolveu o problema do pecado, por meio de sua morte, seu sepultamento e sua ressurreição, e o Cristianismo é fundamentalmente uma religião evangelística, igualmente aplicável à todas as pessoas, atingindo-as por meio de revelações divinas.

3) – PROMOÇÃO SOCIAL

Hoje é claro que temos a obrigação de socorrer a um irmão. Mas o cunho social não se limita a alimento ou roupas. No caso do cristianismo, cabe ao cristão resgatar almas perdidas, tirando-as de um mundo cercado por mentiras, traições e toda sorte de pecados. Temos que lhe apresentar um Jesus Cristo vivo, mostrando que Ele é o nosso refúgio e o nosso único e suficiente salvador, aquele que foi envia por Deus, O Senhor Soberano do Universo.
É nosso dever mostrar-lhes a importância do “nascer de novo”, para poder herdar o reino dos céus; temos que orientá-los a viver cheios do Espírito Santo, uma vez que a vida cristã é repleta de exigências e ideais sobrenaturais.

III – ANTIOQUIA, IGREJA MISSIONÁRIA.

1) – UMA IGREJA COMPLETA

Até então, Jerusalém era o centro do ministério cristão, e tinha Pedro como seu principal apóstolo. Agora, Antioquia da Síria torna-se o novo centro e tendo Paulo como seu principal articulador. É o evangelho em movimento, à partir da morte de Estevão. Lá no livro de Atos 11:20-21 fala sobre a conversão de gregos (gentios), dando assim início à expansão da igreja através da evangelização.

2) – UMA IGREJA MISSIONÁRIA

Deus já havia chamado Paulo para ministrar aos gentios, agora confirma a convocação de Barnabé para atuar junto a Paulo. A igreja por sua vez, acata à convocação e os envia para o campo missionário. Isso também faz parte da ação do Espírito Santo, que através das igrejas, prepara o chamado dos cristãos para as mais diversas obras.
Devemos estar atentos para também atendermos ao chamado que nos for endereçado, afinal os dons que foram distribuídos pelo Espírito Santo de Deus nos dão as ferramentas e nos capacita para fazermos parte da Grande Comissão a qual o Senhor se referiu.

Lição Bíblica Adulto, CPAD. 3º Trimestre. 2016.

BIGTheme.net • Free Website Templates - Downlaod Full Themes